SONEGAÇÃO DE BENS NA PARTILHA

É muito comum que os homens sejam os principais responsáveis por cuidar das suas finanças pessoais e também das finanças da companheira. Em razão disso, infelizmente, muitos escondem valores no momento da partilha de bens no divórcio.

Duas decisões recentes, uma de Santa Catarina e outra de Minas Gerais, determinaram que os homens realizassem o pagamento de valores que esconderam das ex-companheiras.

Em Minas Gerais, o Tribunal de Justiça determinou a devolução de R$ 78 mil reais, já que o homem escondeu cabeças de gado e R$ 60 mil reais durante a partilha.

Em Santa Catarina, o Tribunal determinou a sobrepartilha, ou seja, que a partilha fosse refeita, já que o companheiro deixou de informar a existência de uma ação que tramita na Bahia, na qual pleiteia uma indenização no valor de R$ 70 mil reais.

Por isso, é muito importante que as mulheres tenham acesso a todos os bens e contas do casal, bem como que sejam orientadas por advogadas especialistas, que estejam atentas a esse tipo de violência patrimonial, que as ajudem a se proteger e a lutar pelos seus direitos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: