Pandemia, volta às aulas e mães trabalhadoras

Eu já mostrei aqui que as mulheres são – AINDA! – as maiores responsáveis pelos trabalhos domésticos: 18,5 horas semanais contra 10,4 horas semanais dos homens.
Com a reabertura do comércio em algumas cidades, muitas mulheres foram obrigadas a retomar o trabalho presencial, porém sem ter com quem deixar os filhos, já que as escolas públicas e particulares permanecem fechadas.
Com a pandemia, houve um aumento relevante da violência doméstica e, além disso, as mulheres passaram a realizar ainda mais horas de trabalho doméstico e cuidados com os filhos.
A solução de muitas mães é usar boa parte do salário para pagar babás – e muitas vezes não tendo dinheiro para pagar outras contas da casa, ou deixar com os avós, que deveriam estar isoladas por estarem no grupo de risco. A situação da mulher negra é, em geral, mais grave, já que, historicamente, essas mulheres tem empregos mais precarizados e remunerações mais baixas.
Nenhum plano de retomada econômica prevê o apoio às mulheres que se encontram nessa situação.
Isso comprova que a pandemia aumenta, ainda mais, a desigualdade de gênero e que são necessárias urgentes políticas públicas voltadas para as mulheres.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: